sexta-feira, 5 de agosto de 2011

"Na solidão da escuridão, quase consegui sentir
 a finitude da vida e sua preciosidade.
Não damos valor, mas ela é frágil, precária, 
incerta, capaz de terminar a qualquer momento,
 sem aviso." 

(Marley e eu)

Nenhum comentário:

Postar um comentário