quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Eu não consigo expressar mais dor, sofrimento ou tristeza. não consigo derramar lágrimas por isso. não sei até quando isso permanecerá como gelo dentro de mim. quando vejo algumas cenas, dói mas já nem tanto. vou seguir os conselhos e ignorar. também lembro de muita coisa. não se apaga anos assim da memória mas o que posso fazer se quem tem que mudar não sou eu? o que posso fazer se cansei de compartilhar de certas facadas ou talvez do silêncio ou da substituição? dessa vez não. não vou voltar atrás, mesmo que doa, mesmo que eu queira... já não é mais minha obrigação, nem minha vontade. um dia todos cansamos de desprezo. de mensagens que não são para você. de ver coisas erradas que você não pode mudar. de ver palavras sendo jogadas fora. Rir, falar que ama, sair e levar para as coisas erradas é muito fácil não é mesmo?quero ver estar ao lado de alguém por tantos anos, alguém que um dia você considerou mais que a si mesma, alguém que não só você mas sua família acolheu também, alguém que pisou e você perdoou inúmeras vezes, alguém que um dia fez planos, sonhou em fazer grandes coisas com você, alguém que simplesmente marcou você. eu prefiro e preciso seguir em frente. seja ficando mais uma vez, mais uma, sozinha, seja lutando sozinha, seja lendo livros por que não tem com quem conversar, seja buscando coisas para se distrair, mesmo com tudo isso: preciso continuar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário