sexta-feira, 20 de dezembro de 2013


Sabe o que eu sinto? um profundo sentimento de respeito em relação ao ser humano. Repito: Humano! Existe uma infinidade de seres por aí. Alguns disfarçados. Suas máscaras caem rápido. Suas garras são facilmente expostas. Seus olhos exprimem a verdadeira face de seus corações. Uma pena. Uma dor. O amor e a luz sempre prevalecerão. Podem descer lágrimas dos justos mas dos falsos profetas deste mundo cairão muito mais que simples lágrimas: haverá derramamento de sangue e ranger de dentes. Que a luz de Deus desça sobre nós pecadores e humilhados. A certeza de um céu para os pobres injustiçados é o que nos faz batalhar todos os dias, levantar cedo e ver as caras hipócritas de nossos "patrões". Falsos moralistas. Blasfêmias.
Curtindo alguns clássicos do rock para relaxar 
nesta linda sexta de chuva. Fechar a semana com chave de ouro.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

me senti muito bem dando este enorme passo. sinto-me livre para poder escolher aquilo que quero fazer. muitas alegrias estão vindo, muitas conquistas e sou grata a Deus por tudo isso. é mais uma fase de minha vida chegando, me surpreendendo...

domingo, 1 de dezembro de 2013

Iniciamos o Advento na igreja hoje com a alegria de um povo que espera a vinda de Jesus, aquele que nos libertará. Agradeço todos os elogios que recebemos das pessoas, agradeço todos que tocaram e cantaram nessa belíssima missa de hoje. Fazia tempo que não me sentia tão empolgada e feliz por cantar e louvar a Deus assim. Que nossas forças se renovem e que o advento seja um tempo de reflexão para todos. Vamos nos preparar e vigiar para a vinda do Messias! Amém.

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

sábado, 23 de novembro de 2013

Sempre pensei que esse dia chegaria. Foi inesquecível e maravilhoso conhecer o mar, a praia, sua areia, a sensação das ondas vindo e tudo isso com a família reunida. Eu queria agradecer aos meus pais ou tios por terem proporcionado essa viagem maravilhosa mas só devo isso a uma pessoa: Deus. Obrigada Senhor por ter permitido que fizéssemos um excelente passeio tranquilo, alegre e que trouxe novas perspectivas para nossa família! Ahhh claro, não posso esquecer de comentar que no final eu sofri um pequeno acidente de surfista de primeira viagem rsrsrs - luxei o dedo ¬¬ mas valeu a pena!

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

A dor da perda de uma pessoa, mesmo que ainda viva é dilacerante. Ouvir a voz: foi só disso que precisei para minhas mãos tremerem ao desligar. Nesses dias de pura tristeza já sei e até me acostumei com a ideia de que ninguém se importa com isso. A regra de todos é esquecer. Como esquecer se passei a tarde inteira fingindo estar trabalhando, pensando nessa década que se concretiza? Eu já me perdi em desalentos e arrependimentos...

terça-feira, 29 de outubro de 2013

A realidade é uma só. passamos um ano inteiro nos preparando para dois dias de prova na qual não podemos falhar em nenhum aspecto. são tantas pressões na cabeça de um jovem: quantas questões vamos acertar, qual curso fazer, qual instituição escolher... o cursinho já deixa saudade, os professores então... não posso nem pensar no carinho destes mestres para com nós os alunos que já me perco em lágrimas. e o mais engraçado é que no começo do ano eu acreditava que 2013 seria o pior ano da minha vida. Me enganei. Foi produtivo e rico em aprendizado. Não só pedagogicamente falando mas também humanamente. Formação de opiniões, o esforço, lidar com outros tipos de ambientes, trabalho, rotina cansativa... agora cada um segue rumo aos seus sonhos, as aulas, risadas para descontrair, palavra amiga, dicas para a prova, elogios, carinho vindo dos professores... estes últimos foram verdadeiros mestres! Cirão, Pisani, Santoro, Zeid, Diego, Nilson, Emerson, Laudemir, Melécio, Coruja, Thiago, Kiko, Du, Weber, Umberto, Alexandre, Cri meus sinceros agradecimentos, vocês são mais que amigos, são pessoas as quais levarei comigo para sempre. As brincadeiras, os "mestre" do Cirão, as piadas doidas do Santoro, a infinita guerra entre Zeid e Diego e suas músicas para decorar a matéria!!!! rsrsrs, as "setinhas" e as "substância negra pegajosa" do Nilson, os mapinhas e as broncas "o vestibular não gosta de quem dorme na aula" do Emerson, a contagem regressiva para a Fuvest e o famoso: -To igual um pinto: chocada! do Laudemir, os pulos do Melécio e sua enorme barriga. Teve também o "passa a vara gostoso delícia" do Thiago além é claro de seu famoso: "difficult ou not difficult - very eeeeeeeasy", o "B de bolhudo" e a "sétima operação matemática: passa pro lado de lá dividindo" do Kiko, o "Boa Noite" que nos assustava muito do Du, os convites para as noites de estudo no Villa Dionísio com o Umberto, os vilões que ficavam putos, as piadas, as poesias recitadas, o apoio, o casal de tubarões na lousa em todos os mapas rsrsrsrs do Alexandre e por fim as maravilhosas aulas do Cri com suas megas explicações dos truques da língua inglesa que muitos alunos perderam, não deram valor. Tudo isso e muito mais jamais será esquecido pelo extensivo 25 noturno de 2013!
Imagem linda. Realidade: mistério de Deus!

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Mudei meu "quem sou eu" para quem quiser dar uma olhada. Andei floreando minha vida como um grande jardim. Me sinto leve. Tá certo que de vez em quando eu falo o que me dá na telha, não engulo nenhum sapo que é pra não ficar entalada de tanta mentira! Andei também plantando gentilezas de ser somente bondade. Atos mais humanos sabe? Coloquei tudo isso em mim. Agora dei um basta. 19 já néh? Hora de esquecer, afinal já se passou um ano sem grandes colheitas... deixa quietar...

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

sábado, 28 de setembro de 2013

sou daquele tipo que nunca desiste. não choro por novelas manipuladoras muito menos por amores perdidos mas sou humana. humana por ser capaz de olhar para uma foto e reconhecer ali algo que se perdeu à muito. Um precioso bem ao qual daria tudo para recuperá-lo. não sou do tipo triste. Aqueles sorrisos cujas fotos retratam são a pura verdade, fazer o que se o que mais gosto é de rir... e como ríamos juntas... meu riso era mais feliz contigo. mas enfim, como já disse, não vivo me lamentando de segunda a domingo que o dia não está bom, que a chuva caiu em momento errado, que o sol está escaldante. não. não e não. Tudo o que temos é a vida e passaremos ela inteira reclamando? Prefiro olhar para as plantas que cultivo todos os dias, dar um bom dia ao meu chefe sem me importar se ele paga bem ou mal seus funcionários, amar os outros sem que retribuam isso, cantar para ninguém em especial, ouvir, conhecer, descobrir que nada do que fazemos ou aprendemos é descartável ou inválido. E quando a paciência se esvai ou o choro vem á tona eu prefiro me expressar. prefiro fazer valer a pena cada palavra pensada, cada lágrima derramada, cada esforço para me segurar de explodir á toa. prefiro pensar que nervosismo é sinônimo de morrer cedo. Pra quê carregar fardos pesados se Deus já nos prometeu aliviar nossas costas? Nessa vida só me arrependo de uma coisa e mesmo assim não posso dizer se é por completo pois não sei como será amanhã. não sei se ainda tem conserto. não sei o que se passa do outro lado.

terça-feira, 17 de setembro de 2013

trabalhar, pensar, rir e fazer as atividades rotineiras hoje foi um verdadeiro sacrifício. Lola nos deixou. Levou um pedaço de todos nós consigo. A nossa florzinha, a mamãe, a fofuxa que alegrava nossos dias ao vir correndo ao nosso encontro. Nos apegamos a tão pequeno ser. Criamos um elo de amor com os animais pois eles também nos amam.
sempre ficará a imagem dessa lindinha, que mesmo sem ter consciência disso, nos amava e transmitia isso no seu jeitinho sapeca de ser. 
Luto

sábado, 14 de setembro de 2013

Crer em Deus não é viajar para lugares lindos, postar fotos do passeio, colocar roupas "santas", só cantar hinos da igreja 24 horas e muitas outras coisas que fanáticos pela igreja são. Ser fanático não é estar entregue de corpo e alma a Deus. Fanatismo nos deixa cego. Crer em Deus é fazer o bem ao próximo independentemente de qualquer crença que ele tenha, é ser educado, é ter uma mente em paz e atitudes de respeito e solidariedade. Como pode um credor de Cristo ficar falando mal do próximo que é de outra religião? O mandamento de Deus Pai é que amemos o próximo como a nós mesmos. Nossas religiões nos impedem de fazer isso. Crer em Cristo é ser humilde, verdadeiro, é praticar boas ações e não precisar falar aos quatro cantos do mundo o que se fez. De que adianta ir para santuários, templos, cultos em outras cidades ou países se dentro de nosso serviço, nossos lares e nos lugares que frequentamos nós não praticamos o verdadeiro mandamento de Cristo.
A cada dia que passa me entristeço mais coma ausência de humanidade nas pessoas. Eu quis cometer uma loucura por ver tamanha falta de educação de gentinha medíocre, rica e que acha que todos somos descartáveis. Foram palavras para chamar de lixo. É a avareza, a imundice da alma podre. E diz crer em Cristo. Ao inferno com tais posturas! Chega de sorrisinhos e brincadeirinhas falsas se nem olhar no rosto dos outros olha. É gente que não merece nada além de minhas preces. Vivemos em mundo em que a escravidão já foi abolida, temos direitos mas não podemos exigi-los. Ficamos de mãos atadas diante dos "poderosos". É a escravidão de palavras, ações e posturas firmes. É uma liberdade falsa essa que convivemos dia a dia em nosso mundo.
Eu acreditava (aliás era o me diziam) que o livro Tio de José de Alencar era indecifrável e entediante, mas resolvi provar de suas páginas e tirar a limpo essa história. O que descobri foi uma história fantástica com grandes toques de romantismo e um regionalismo presente nos ambientes. Simplesmente desmistifiquei o livro e amei de paixão Til! Eis um trecho belíssimo:

"o amor, porém, é contagioso, com especialidade na solidão, onde a alma tem necessidade de uma companheira, e quando de todo não a encontra, divide-se ela própria para ser duas: uma, esperança; outra, saudade."
 Til - José de Alencar
Cap. XII - 7° parágrafo 

não sei se tudo o que um dia sonhamos acontecer vai se concretizar mas já fico enormemente feliz por ter passado belíssimos momentos sonhando. Sonhos ninguém pode apagar, não podem nos tirar. Muito menos as lembranças podem desaparecer...
Mih Borges

sábado, 31 de agosto de 2013

eu queria escrever sobre a noite. Sobre o cair das sombras no centro de um caos urbano. Das almas vagando, muitas delas mais alegres do que nossas: pobres e capitalistas almas. Para falar de algo é preciso vivê-lo. Não o vivo mas falarei do pouco que meus olhos captam. Do pouco que absorvo. Do pouco, muito pouco que sinto em relação ao muito que essas ruas, esquinas, cantos podem nos oferecer. Muitas vezes são histórias de frio, abandono, outras de uma vida escolhida. Para mim basta aquilo que sinto, e isso cabe a uma grandeza que nada pode exprimir: é uma mistura de indignação com compaixão, um ímpeto sacolejar de minh'alma dizendo: vá e faça algo que valha a pena".

Um ônibus tripulado por pensamentos - Mih Borges

segunda-feira, 22 de julho de 2013

queria dizer que te esqueci. queria dizer que meus dias são mais fáceis sem sua imagem na cabeça. queria muito dizer que não me recordo e não sinto falta de nada que vivemos mas seriam mentiras inconcebíveis a mim. não sou de mentir, muito menos sobre meus sentimentos, muito menos em relação a você... eu queria saber o que se passa em cada pétala sua doce flor...
foi com você que eu sempre quis compartilhar os melhores momentos de minha vida... e ainda gostaria de compartilhá-los...

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Músicas...elas me fazem viajar, sonhar com o impossível, relaxam, exaltam a mais simples matéria...
Devemos procurar a felicidade onde quer que ela esteja. Se for preciso rastejar e dizer milhões de vezes eu vou dizer porque te amo. Eu sinto aqui dentro o quão grande é esse sentimento. Eu sinto florescer rosas no meio de tantos espinhos que cultivamos. E quero cultivar rosas que me amem. Rosas que gostem e sintam falta do meu carinho, da minha atenção. Eu sinto muita falta de você pequena rosa do meu jardim. Sinto falta do seu doce perfume cecita.
Foto: Mih Borges (Minha pequenina rosa finalmente desabrocha. Estou mega feliz!)

sábado, 29 de junho de 2013

Eram palavras para qualquer dia, menos aquele, assim eu esperava. Achei que nessa terra nunca mais haveriam brotos... Achei que as raízes já haviam partido. Mesmo sempre cantando e abençoando, as esperanças já haviam se esvaído. Eu amo sim, e vou esperar. Eu seria capaz de sofrer tudo novamente, lutar por anos só para ver a mais linda flor do meu jardim despontar novamente.
Fala que você fecha os olhos para não ver tamanha discrepância. É a hipocrisia. Assume a postura de que simplesmente não se importa com as coisas que estão acontecendo.Brilha no seu interior a certeza de que a razão está contigo, mas não se queixe depois de ter seus direitos roubados, suas mãos atadas e sua língua cortada. Aos outros cabe a garra de sair do sono profundo em que o país estava, lutar justamente e jamais cessar diante de pequenos agrados. Precisamos de reformas, olhares críticos e posturas firmes.Amor e respeito ao próximo. Exigir nossos direitos não deve ser uma atitude periódica e muito menos agressiva, mas sim, consciente e persistente. É o sol apontando lá no horizonte. É a promessa de uma nova perspectiva.
Mih Borges - Olhar sobre o manifesto dos "des" calados.

quinta-feira, 20 de junho de 2013

eu penso muito. não nego. rezo todas as noites e dias que me preocupo e vou me preocupar. será para sempre. pode ter certeza. são anos que não se jogam no lixo. eu só queria um fio de memória que não fosse de minha parte. eu queria saber o que Ele pensa... eu queria...
estou sem forças...
sem palavras...
muitos sonhos, muitas lembranças.
Nenhuma má. não guardo mais rancores.
Algumas vezes há esperança.
outras não.
mas amor sempre há e sempre haverá. 
é uma parte de mim que se foi para sempre.

tantas coisas em comum, risadas bobas, conversas adultas e também confissões. ainda não posso dizer que estou completa. pois não estou, mas já é um grande passo e estou muito feliz pela enorme consideração que você também tem por mim. posso te chamar de amiga, companheira de estudos e de trabalho... mais um passo. mais uma conquista.

sábado, 15 de junho de 2013

Estamos Fartos

estamos fartos de falsas ideologias e promessas vãs, de trânsito congestionado, de remédio para qualquer dorzinha que se tenha, da falta de educação de muitos, de fumaça de cigarros para tudo quanto é lado, de músicas medíocres e de péssima qualidade. Estamos fartos de ouvir falar em sustentabilidade, democracia, quando tais palavras não passam de meras mentiras. Estamos cansados de mortes, de roubos, de exploração, mentiras, falta de perdão, ganância, tristeza, ausência de colo, fartos de aumento disso e daquilo, da falsidade...
Faz tanta falta um ar puro para respirar, uma paz para se viver, um amor para se partilhar. Um perdão para se dar, um carinho para retribuir, uma ajuda para oferecer... Um tempo para se dedicar a bobagens, felicidade para sair distribuindo por aí... faz falta a união, a fraternidade, a amizade, a lealdade, a fé, a oração, a boa ação, o chá da vovó que tudo curava, os quitutes de mamãe, a família reunida e alegre. Faz falta as barrigas de grávidas, casais comemorando bodas de ouro, escolas fazendo festinhas para pais e filhos...
Estamos fartos e cansados de olhar apara nossa vida
e ver que as coisas estão chegando a certo ponto.
Cansados de ver que algumas coisas fazem mais falta 
do que realmente parece.

domingo, 2 de junho de 2013

Dia 28/05 - 20:30 da noite no Teatro Pedro II
Foi uma noite que compensou ter faltado no cursinho, ter enfrentado chuva, frio e correria para ouvir tamanha beleza musical. Nosso teatro ofereceu um espetáculo de entrosamento, harmonia e dedicação de 4 homens que tocaram maravilhosas peças espanholas, com histórias escondidas através de dedilhados e escalas de realmente mexer com nossa imaginação. O Quarteto Brasileiro de Violões conta com dois violões de 6 cordas e dois de 8 cordas. Eu, com minhas humildes palavras só posso dizer que, após uma hora e meia de espetáculo eu saí deslumbrada e embebida de música de raríssima qualidade. Vale a pena conferir.

sábado, 25 de maio de 2013

Livros, livros e livros. Me perco neles. Achava que era a única e me alegro muito em estar conhecendo pessoas como eu, trocando histórias e gostos diferentes. Acreditar novamente e confiar em uma nova rosa será difícil. Prefiro não ariscar. Mas enquanto isso descubro margaridas e girassóis, tem boldo, tem ervas muito venenosas a minha volta. Rosas? nunca mais terei como a que tive, mas sei que em meu jardim sempre terei flores para cultivar. Não vão durar como rosas, mas serão flores.
Queria dizer que chuva e choro combinam muito bem. Uma menina perdida entre tanta água também. Eram olhos marejados de lágrimas e a chuva quase alcançando o lugar onde estava sentada: a escadaria de uma igreja. Esse não é um conto, uma história como essas tantas que ouvimos. Foi a realidade de sexta feira. Espero que cada lágrima não tenha sido derramada em vão. Sirva pelo menos para demonstrar o quanto sinto cada momento perdido, cada coisa que pesa meus ombros cansados. A semana terminou bem. Era de se esperar, afinal são tantas as bençãos concedidas. Mas também devemos descarregar aquilo que de ruim carregamos. Não temos culpa das lágrimas nos escaparem em certos momentos . Mas aquele era propício. Eu me perguntava tantas coisas e parecia que Deus já respondia no mesmo instante. E foi em cada gota de chuva, cada silêncio de pessoas, na solidão em meio ao caos que encontrei as palavras de que necessitava:

Isto vos mando: Que vos ameis uns aos outros.
Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós, me odiou a mim. 
João 15:17-18

domingo, 12 de maio de 2013

não vou me queixar de palavras. aliás, a partir de hoje não me queixarei de mais nada. Descobri algo muito maior em mim quando as lágrimas queimavam: a providência divina. Em orações eu me entreguei, escancarei meu coração para que Deus tomasse conta de tudo o que ali havia. A noite que eu pensava que seria de espinhos se tornou calmaria. se tornou paz. palavras não puderam me invadir, me deixar cair. sou muito mais que palavras: sou sentimentos. e sentimentos ninguém pode tirar de você. tristeza combato com a alegria. amargura com felicidade. o que passou, o que trago de precioso ninguém tira de mim muito menos a minha fé. Eu tenho fé em Cristo e não deixarei que nada me abale. Quanto a rosa: eu sempre a amarei.
Mãe: mãe natural, mãe natureza, mãe de consideração, mãe de adoção, mãe de devoção, mãe postiça, mãe vó, mãe madrinha, mãe que abraça, que chora, que grita, que acalenta, que sorri, beija, abraça, cuida, esbraveja, canta, nina, mima, ama, educa, participa... Mãe que é símbolo de fortaleza e ao mesmo tempo mansidão nos nossos lares. Mães tomam por exemplo Maria e educam seus filhos na fé, pregando valores de fraternidade, humildade, educação e amor ao próximo. Mães que dão até seu sono para esperar o retorno de seus filhos. Elas são singelas, doces e puras. São "Marias" de Deus. E por fim, nós filhos, não conseguimos mais encontrar palavras que definam mãe. Damos presentes, abraços e carinhos mas no fundo sabemos que o maior presente para elas é o "simples" fato de nos ter carregado durante 9 meses, gerado, alimentado no ventre, sofrido as dores do parto, sorrido ao ver nossos rostinhos pela primeira vez, amamentado e agora, estar nos criando, poder nos olhar e se orgulhar de serem Mães.

sábado, 11 de maio de 2013

E porque escrevo é que vivo me expressando. E porque me expresso demais acabo me sentindo só. Como se não bastasse escrever vem as lágrimas e as tristezas.e as confusões. e as notas sem explicação. é tanta bagunça na minha cabeça que nem consigo mais disfarçar. a minha indiferença. a minha estupides. porque sou humana. sou puramente frágil. eu só queria saber se vai ser ponto final ou vírgula. se vai ser objeto direto ou indireto. mas nem isso me dou o privilégio de ter. Tantos risos nessa noite, quantos rostos alegres estão. Pobre é o meu de tanta solidão que se encontra. Espero que a noite seja longa e que absorva todas as interrogações que brotam do meu coração.
A vida é uma dádiva muito grande. A primeira vez que ouvimos essa palavra é quando nossa professora diz que o Nilo era uma dádiva para o Egito. Depois ouvimos que a floresta amazônica é uma dádiva para o Brasil. E assim os anos passam e conseguimos associar essa palavra com coisas que julgamos ser importantes e preciosas para nós. No fim percebemos que a maior dádiva que temos é nossa vida, pois com ela conseguimos realizar diversas coisas importantes e especiais. Quem nos deu foi Deus. É ele que nos devolve ela quando perdemos o sentido de existir, quando já não vemos mais a cor de nada. E isso sim é uma dádiva: temos um Pai maravilhoso que nos dá o dom de viver todos os dias. Nos dá a capacidade de ver cor onde não há, ver amor onde só a tristeza, ter felicidade onde há muito tempo só havia rancor, ter esperança onde não havia persistência... 
Por isso, um excelente fim de semana para todos e aproveite para ver qual a dádiva que Deus te deu hoje.
Qual o presente que Ele tem te dado? 
Fique todos com a luz do Pai.

É claro que o conhecimento está sendo o melhor presente que estou ganhando durante todas essas semanas. O trabalho, a diversão e outras coisas complementam minha felicidade. As orações de segunda e sexta, as dúvidas de todos os dias, os choros de algumas noites... são partes da vida. Eu me emociono com a neblina sob a luz do sol de manhã e penso na grandeza de Deus em minha vida. Fico feliz por tudo o que tenho recebido pois, minha espera valeu a pena. É uma fase de grandes mudanças. Há um certo pedaço de mim que não sabe ao certo o que quer. O fogo está se apagando e começo a perceber que já não tenho tanto amor para oferecer. Eu peço perdão pelo sofrimento que causo em você. Em mim também dói mas devo ser verdadeira... por isso, diante desta minha manhã de sábado eu entrego todos os meus anseios e dúvidas nas mãos de Maria, e que Ela leve até o Pai tudo isso, para que seja feita a vontade Dele.

quarta-feira, 1 de maio de 2013

"Se pensas assim de mim não me procures... sentimentos vão, pessoas também...
Não pensos como achas que penso. eu imagino seu olhar, seu sorriso e todas aquelas risadas bobas que compartilhavas comigo.
Ainda penso em compartilhar. Tenho medo. era tão linda... sublime, te chamava irmã, te dava meu ombro...
Eu ainda a chamo... eu chamo por pensamento, orações, expectativas... mas...
Mas o que? 
Mas agora tens outras ocupações. nós prometíamos estar sempre juntas... onde quer que fosse... isso foi quebrado, tens outras flores para cuidar que não eu: uma simples rosa murcha, que já não resta muita pétalas...
Eu não sei o que dizer, permaneço na dúvida se devo te ver ou não... 
Queria deixar a dúvida para lá e promover logo o abraço... queria deixar tudo para trás para contigo ficar, pois não encontro rosas como você em nenhum lugar."

Mih Borges - poetizando a realidade
na vida várias coisas vem e vão: pessoas, palavras, discussões, sentimentos ruins, momentos bons, lágrimas, risos, fantasias, objetivos... algumas coisas vem e nos marcam muito. outras não deixam sequer rastros. Uma coisa resta dentro de mim explodindo como balões, buscando respostas... sinto que estou mudando, transformando coisas de pura adolescência em conceitos de adultos. Li em uma coluna ontem que, dos 18 até os 21 anos é quando formamos e adotamos nossa postura de adultos. Parei e analisei: isso vem acontecendo comigo. É uma confusão muito grande mas que no final, formam várias certezas. Muitas coisas já se passaram na minha vida, algumas persistem em soprar as fagulhas para que o fogo aumente, outras já foram simplesmente jogadas no esquecimento... o importante é que me vejo hoje como uma mulher que vem crescendo, conhecendo novas coisas, experimentando novas realidades como baladas, trabalho, responsabilidades, estudos, sonhos e muitos conceitos e ideias novas. Ainda sinto falta, sinto um pedaço vazio dentro de mim, algo que me escapou, uma grande amizade que perdi, sinto um grande buraco que precisa ser preenchido. Estou feliz mesmo assim, confio nas promessas de Deus para mim. Uma amiga me ensinou: "Deus fecha algumas portas e abrem outras, devemos confiar Nele", então sigo na esperança de que um dia Ele me devolva esse presente tão grande que a 9 anos ele me deu. Minhas preces estão sempre voltadas para todos, para tudo que anseio, tudo que me entristece e acredito que o Pai tem grandes planos para mim, para nós. Mesmo quando tudo pareça escuro, há sempre uma fagulha que jamais se apaga...

domingo, 28 de abril de 2013

Lembra das noites de conversa? Nos lugares mais inusitados e distanciados pois todos já dormiam enquanto a noite só estava começando para nós. Risadas, confissões e porque não dizer das lágrimas? Eu sinto falta. Queria respostas para tantas perguntas minhas. Queria saber se posso desistir da ideia de tudo isso retornar ou se ainda devo ter esperança... é difícil dizer quanto de sentimentos ainda tenho dentro de mim sem poder te abraçar, conversar. tenho tantas dúvidas, tantos anseios...
Tudo que a inteligência toca se torna belo. Se algo, pela visão mundana, não tiver beleza procure no interior e lá encontrarás as verdadeiras qualidades de um homem. 
Mih Borges

domingo, 14 de abril de 2013

mudança de pensamentos e atitudes. uma nova pessoa por dentro e por fora. me sentindo mais inteira e certa. um pouco mais preenchida. 

domingo, 24 de março de 2013

Só Deus para me fazer ter forças agora...
Sabe, eu achava que sabia tudo. eu pensava não ser cega. pensava ser a dona da razão. meu nariz era empinado. descobrir que você é grão de areia no deserto é ruim, mas se ver sendo esmagada por quem mais ama é pior. Caí em um buraco. Não consigo mais sentir nada te olhando. Não sei por quanto tempo isso vai continuar, não sei o que será disso tudo pelos próximos dias. eu já não sei no que acreditar. meus olhos estão inchados de tantas lágrimas que ali já passaram. eu precisava de um abraço, de uma borracha para apagar o dia que te conheci, toda a nossa história. eu já não sei do que preciso. não posso esconder meu sentimento, nem as tristezas e nem as felicidades que eu sentia. tantas vozes me dizendo o que fazer e o que pensar. Eu suplico, eu me ajoelho aos pés da cruz de Jesus nesse domingo de ramos, peço ao meu bondoso Deus que abra meus olhos, tire minha cegueira, tire as mentiras de minha frente e que eu possa enxergar a verdade. Talvez eu cometi um erro achando que você era o amor da minha vida, talvez não... Talvez eu cometi um erro confiando em você. E agora é o que penso. Confiança só se perde uma vez. vamos ver conforme os dias, vamos ver se confio em suas lágrimas, nas suas palavras perante tantos amigos. vamos ver o que meu coração quer. vamos ver o que Deus quer. Coração despedaçado. Lágrimas distorcendo minha visão. Um domingo triste... Hoje estamos muito distantes...
"Faz chover perdão, sobre mim perdão e graça. E lava-me Senhor pois, hoje eu preciso do teu amor"

quinta-feira, 21 de março de 2013

"É o sorriso que torna tudo mais incrível,  mas com certeza são os olhos que mostram o quão profunda a amizade é." M.Y.B