domingo, 24 de março de 2013

Sabe, eu achava que sabia tudo. eu pensava não ser cega. pensava ser a dona da razão. meu nariz era empinado. descobrir que você é grão de areia no deserto é ruim, mas se ver sendo esmagada por quem mais ama é pior. Caí em um buraco. Não consigo mais sentir nada te olhando. Não sei por quanto tempo isso vai continuar, não sei o que será disso tudo pelos próximos dias. eu já não sei no que acreditar. meus olhos estão inchados de tantas lágrimas que ali já passaram. eu precisava de um abraço, de uma borracha para apagar o dia que te conheci, toda a nossa história. eu já não sei do que preciso. não posso esconder meu sentimento, nem as tristezas e nem as felicidades que eu sentia. tantas vozes me dizendo o que fazer e o que pensar. Eu suplico, eu me ajoelho aos pés da cruz de Jesus nesse domingo de ramos, peço ao meu bondoso Deus que abra meus olhos, tire minha cegueira, tire as mentiras de minha frente e que eu possa enxergar a verdade. Talvez eu cometi um erro achando que você era o amor da minha vida, talvez não... Talvez eu cometi um erro confiando em você. E agora é o que penso. Confiança só se perde uma vez. vamos ver conforme os dias, vamos ver se confio em suas lágrimas, nas suas palavras perante tantos amigos. vamos ver o que meu coração quer. vamos ver o que Deus quer. Coração despedaçado. Lágrimas distorcendo minha visão. Um domingo triste... Hoje estamos muito distantes...
"Faz chover perdão, sobre mim perdão e graça. E lava-me Senhor pois, hoje eu preciso do teu amor"

Nenhum comentário:

Postar um comentário