sábado, 14 de setembro de 2013

Eu acreditava (aliás era o me diziam) que o livro Tio de José de Alencar era indecifrável e entediante, mas resolvi provar de suas páginas e tirar a limpo essa história. O que descobri foi uma história fantástica com grandes toques de romantismo e um regionalismo presente nos ambientes. Simplesmente desmistifiquei o livro e amei de paixão Til! Eis um trecho belíssimo:

"o amor, porém, é contagioso, com especialidade na solidão, onde a alma tem necessidade de uma companheira, e quando de todo não a encontra, divide-se ela própria para ser duas: uma, esperança; outra, saudade."
 Til - José de Alencar
Cap. XII - 7° parágrafo 

Nenhum comentário:

Postar um comentário