segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Acordada no meio da noite. 
Não era só a falta de ar que me tirava o sono era a falta de algo. 
Era a confirmação de que muitas coisas haviam mudado. 
Era a confirmação de que eu realmente não havia me desligado de tudo aquilo. 
Sufoco dos dois lados: 
pulmão e coração. 
Ainda rezo sabe?! 
Uma parte bem grande de mim queria ser preenchida novamente. 
Não encontro consolo. 
Apesar do jardim estar cheio... 
apesar de tantas flores perfumarem meus dias, minhas manhãs e minhas noites...
falta uma: que era capaz de perfumar até minha alma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário