quinta-feira, 9 de junho de 2016

Sobre a brevidade da vida: o que viemos fazer nesta, qual nossa missão, nosso objetivo para com os outros que aqui também estão? Me pergunto às vezes: qual a marca queremos deixar nos outros, nos tantos amigos que conhecemos nessa vida? Me pego pensando no quanto devemos amar, cuidar, abraçar, valorizar as pessoas que nos amam, que cuidam de nós, pois nunca saberemos quando vamos nos separar, quando nossos caminhos vão se distanciar. Passamos a maior parte do tempo vivendo para o amanhã: trabalhamos, estudamos, batalhamos por um futuro bom, uma estabilidade financeira, enfim, mas no quesito amizade, no quesito amor, estamos lutando pelo quê? Para a construção de laços sólidos e verdadeiros ou para coisas passageiras e sem alma? Que os cuidados com os sentimentos nunca faltem, que busquemos sempre dar o nosso melhor pelos que temos apreço, que possamos apreciar o que de melhor as pessoas tem...

Nenhum comentário:

Postar um comentário