quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Digitei duas frases, querendo me referir a mesma coisa, apaguei, pois não conseguia encontrar a melhor forma de começar. Coração explodindo de tantos sentimentos. Aeroporto cheio. Chegadas, partidas, despedidas... No avião, em meio a tantas pessoas, tantas histórias, eu pensava naquele sentimento ali no meu coração, tão profundo e querendo sair através dos meus olhos. Eram lágrimas de saudade, estas que nunca tinham ocorrido nesse trajeto. 4 anos, bem mais de 4 partidas e nunca havia sentido aquilo. E parando para analisar a vida, os acontecimentos... são muitas reticências. A nossa passagem por alguns lugares às vezes parece tão sem sentido: ir para longe de casa estudar, tanto sofrimento que, aparentemente, é só por um sonho... rompimento de laços fracos, abdicação de conforto, de família, de outros sonhos... tudo nessa vida é sem sentido se você não mudar o foco do olhar. E nada como o tempo para abrir as cortinas da vida e mostrar todo o projeto, todos os caminhos interligando-se, todas as rotas e para onde estas levaram. Nada como um sol após uma tempestade. "Confia menina, confia que tudo está sendo preparado. É só ter paciência". A chave das coisas também está na maneira como você lida com tudo na vida: sabe aquela história de "se a vida lhe der limões faça uma limonada (ou uma caipirinha kkk)???", parece bem difícil ter todo esse positivismo, né?! A verdade é que, realmente, nem sempre é fácil tê-lo, mas parando para pensar, esse modo de agir, de levar a vida, de lidar com as coisas faz a gente perceber que, aquela outra velha história de "coisas boas vem para aqueles que semeiam com alegria", é a mais pura realidade. E pode ter certeza que para os dias nublados sempre haverá alguém com um cobertor quentinho disposto a dividir o colchão de solteiro com vc, disposto a sorrir e a cuidar de você. Disposto a formar laços de amizade sincera.

Nenhum comentário:

Postar um comentário