sábado, 27 de janeiro de 2018

"Acordei com o seu gosto
E a lembrança do seu rosto
Porque você se fez tão linda?
Mas agora você vai embora
Quanto tempo será que demora
Um mês pra passar?

Mas daqui a um mês
Quando você voltar
A lua vai tá cheia
E no mesmo lugar
Se eu pudesse escolher
Outra forma de ser
Eu seria você

E a saudade em mim agora..."
- Bíquini Cavadão - Quanto tempo demora um mês

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Quem não vê beleza no céu e suas nuvens;
Quem não se deixa, por um instante, observar um pássaro e admirá-lo;
Quem não se permite ser cuidadoso com os gestos e palavras que oferece ao outro;
Quem não observa uma formiga e se admira com seu trabalho de carregar folhas maiores do que ela;
Quem só lida com as coisas do dia a dia com raiva e indiferença;
esses nunca entenderão a verdadeira beleza do mundo, de se viver.
Quem não se despir dos seus orgulhos, das amarras que arrastam a massa, não desobstruir os ouvidos, a boca, os olhos de tanta futilidade, nunca entenderá o mundo e a razão de tudo isso que nos move.
Pois a beleza está em partilhar de um mundo que só quer que nos mostrar como podemos realmente
ser humanos.


segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Onde todos os sentimentos profundos se tornam expostos. Sentimentalmente perigosa porém linda.





O amor é sobre coisas arrebatadoras, é sobre intensidade. Pensando em todos os grandes amores da minha vida, não tem nenhum que não me cause medo.
Medo de perder;
Medo de magoar;
Medo de não poder ajudar;
Medo de simplesmente, no curso da vida, a gente se separar.
O amor também tem a ver com doar-se, com o abdicar dos próprios vícios para ver o outro sorrir.
Tem a ver com chorar, rir, cantar, abraçar e, a cada olhar, abrir-se para o outro poder ver dentro da gente, pois 
o amor não mora no coração
ele mora no corpo inteiro.
E quando a gente pensar que já sabemos tudo sobre amar alguém veremos que, 
para cada amor a receita é a mesma, 
mas os ingredientes precisam mudar. 

sábado, 20 de janeiro de 2018

Uma lágrima não é apenas uma gotinha d'água: é a soma de todos os anseios do coração.
É olhar para o horizonte e se agarrar à esperança de que, no fim, a gente vai olhar para trás e se orgulhar de ter vencido tantas despedidas, tantas batalhas travadas no peito. 
E, como o tempo voa, a gente vai olhar pra trás em breve e agradecer por tantos aprendizados e vamos nos espantar com a força que tivemos para enfrentar aquele futuro
que amanhã será passado.





































Foto: Minha perspectiva das flores da fazenda Talismã, em Serra da Canastra - MG - 14/01/2018