domingo, 8 de abril de 2018

"Árvores, sejam amigas
Sejam as companhias nesse fim de dia tão vazio
Sejam ouvintes
Sejam a presença, a materialização de meus sonhos
Me abracem para que eu possa sentir a presença de vida
Pois a ausência de companhia faz eu me sentir morta por dentro
Pesado dizer isso céu? Você aí, tão grandioso, não se sente só?
Quem é mais solitário:

um mendigo numa calçada vendo a multidão passar
um pássaro que perdeu o bando
um rico isolado em sua mansão
um músico que não encontrou ouvinte
ou
um artista sem platéia
?
o que é a solidão?
depende da 
perspectiva
?
"

Nenhum comentário:

Postar um comentário