sábado, 29 de setembro de 2018

Pas(sáro), repousa sempre em mim?


Pas(sáro):
Que outrora (re)pousa na paz 
D'outro,
Saudade 
Ter-te repousando
Em mim,
Como aquele seu beija-flor,
Que após um voo qualquer
Trata de retornar ao ninho
Onde sempre será recebido
Com imenso amor e carinho.


Promete nunca parar
De (re)pousar em mim?

Nenhum comentário:

Postar um comentário