segunda-feira, 8 de outubro de 2018

"Aquele velho perfume cecita voltou, trouxe velhas lembranças e um grito desesperador. Escrevi, escrevi e escrevo bilhões de textos. Esperança louca. Tempo avassalador. Silêncio gritante e deveras incômodo. O que aconteceu? Onde nos perdemos em tudo isso? Ou onde nos achamos? Qual é o sentimento que grita, pulsa, agita ou ... silêncio...
talvez ele simplesmente não exista mais
E joguei as palavras... da mesma forma como elas ficaram jogadas na minha mente e tomaram forma aqui,
miúdo texto, coitado, 
não retrata 1% do que realmente tu és aqui dentro"

Nenhum comentário:

Postar um comentário