segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Eu já sinto a sua falta
Mesmo ainda estando viva aqui dentro de mim
Leveza, alegria e aprendizado sempre deixas
Você me perfuma como flores em um jardim
Sem limites vou semeando lembranças
Plantando esperanças
Ansiedade vai crescendo
Esperando por novos capítulos que vão tecendo essa história
Sigo ardendo
Respirando
Recordando
Suspirando
...
Óh doce tempo, por que passas tão depressa? 
O que será que nos reserva?
Mais música e poesia
ou abraços com alegria?
Quero nosso tudo
pra sempre!

Nenhum comentário:

Postar um comentário