quinta-feira, 8 de agosto de 2019

"A gente precisa ser feliz
pois ninguém o fará por nós...
tão pouco existem regras pra isso
Quem é feliz sendo o que quer
não machuca o outro
ama-se
vive-se
a felicidade de ser quem se deseja ser vai além de dogmas
porque só dá pra ser feliz quando você encontrou o sentido da sua existência
e isso é muito além de algo humano
é fé
e ela é só sua e só você entende e vive da forma como sente.
não tem sentido pra você
só pra mim.
talvez
mas que bom que estou sentindo...
Viva 
pois
ninguém o fará por você"

sexta-feira, 2 de agosto de 2019

Faz um bom tempo que tenho deixado a natureza falar mais comigo, podendo assim sentir essa energia vital que está ali, tão pertinho da gente, tentando se conectar conosco e pedindo um respeito maior da nossa parte... Com a agitação em que vivemos nas grandes cidades, se tornou cada vez mais raro encontrar pessoas que se emocionam com a fauna, a flora, e que acima de tudo, têm consciência do quanto a nossa interferência nesse mundo está afetando drasticamente a vida! Tento sempre trazer em algumas fotografias minhas (bem amadoras, diga-se de passagem) um pouco dessa beleza grandiosa da vida e, de alguma forma, despertar o olhar do outro para a consciência de que somos todos iguais perante a natureza - Precisamos viver em harmonia e nos repeitarmos (coisas essas que, obviamente, a natureza já faz)! Eis alguns dos meus retratos da última viagem para Minas Gerais.



















quinta-feira, 27 de junho de 2019

A sabedoria dos ipês nos ensinam a florescer mesmo diante das adversidades do tempo. Mesmo na seca e no inverno, os ipês se exibem exuberantes colorindo toda a paisagem, sem distinção de zona norte ou sul, dia ou de noite, estão sempre ali, prontos para serem admirados por olhares atenciosos. Podemos sempre escolher o caminho que nos leve a florir! 

domingo, 5 de maio de 2019


"..Tão pra inventar um mar grande o bastante que me assuste, e que eu desista de você...
Se for preciso, eu crio alguma máquina mais rápida que a dúvida, mais súbita que a lágrima
Viajo a toda força e num instante de saudade e dor eu chego pra dizer que eu vim te ver...
Que amor tão grande tem que ser vivido a todo instante e a cada hora que eu to longe é um desperdício
Eu só tenho 80 anos pela frente por favor, me dá uma chance de viver...
Se for preciso, eu giro a terra inteira até que o tempo se esqueça de ir pra frente 
e volte atrás milhões de anos, quando todos continentes se encontravam 
pra que eu possa caminhar até você...
Eu sei, mulher, não se vive só de peixe, nem se volta no passado, 
as minhas palavras valem pouco e as juras não te dizem nada
Mas se existe alguém que pode resgatar sua fé no mundo:
Existe nós
Também perdi meu rumo, até meu canto ficou mudo 
e eu desconfio que esse mundo já não seja tudo aquilo 
mas não importa, a gente inventa a nossa vida
E a vida é boa, mas é muito melhor com você;

Eu quero partilhar, Eu quero partilhar, a vida boa com você!"

segunda-feira, 15 de abril de 2019

A vida: ligeira, transitória, cheia de surpresas... Companheira do tempo, voam juntos por entre nós mostrando o quão breve é nossa estadia nesse corpo que habitamos. Amanhã a alma parte e com ela tudo o que vivemos. Conosco vão cada momento, cada coração que tocamos, cada abraço dado com sentimento verdadeiro, cada lágrima que já caiu, cada sorriso que já oferecemos. Não levamos nada material, nem "nossa" própria matéria, que é carne e pertence a esse mundo. 
A vida é mto louca!
Vive doida correndo atrás de nós tentando ensinar como ela é breve e feita de essências. 
Esse breve capítulo da vida me passou rápido. Talvez quando eu estava lá no 1° dos 5 dizia que ela era lenta. Mas não era: Sorrateiramente ela passou, deixando aqui e ali lembranças, aprendizados, renúncias e alegrias. Deixou olhos marejados, gratidão pra todo lado, deixou paixão por uma cidade que eu nem mesmo conhecia...
Ahhh vida, eu queria que você fosse um filme, que eu pudesse reviver aqueles melhores momentos, esses que me fazem sorrir e me transbordar em lágrimas. Queria poder expandir-te num telão, transmitindo ao vivo todas as vezes que esse meu coração foi tocado. Vida, obrigada por ser assim: de tão preciosa que és, guarda-te dentro da gente, como um tesouro, mas permite ser dividida e ofertada de pedacinho em pedacinho ao outro. E foi isso: ofereci um pouco da minha vida à todos os que passaram por mim nesses 5 anos de faculdade. Ofereci um pouco do que eu tinha de mais valioso: meu tempo.
Chegamos ao fim e ao começo.
Não sei nem por onde começar pois não me recuperei do fim. Faço questão de não me recuperar totalmente dele para que visceralmente eu sinta em todos os próximos dias de minha existência tudo o que passou-se nesses 5 anos!
Escrevo aqui: avião subindo, coração partindo...
Nunca imaginei como seria a despedida
nem tão pouco imaginei o que sentiria
agora sei que é impossível sair sem nada sentir
é impossível viver em um lugar por tanto tempo
sem ir embora em desalento:
vou mas você fica Cuiabá, fica guardada aqui num cantinho todo especial
te coloquei tantos defeitos mas termino amando-te por inteira
obrigada pela estadia passageira!

sábado, 30 de março de 2019

Ao longo de nossa vida passamos por diversas modificações, seja o cabelo que cresce, um sonho que não acontece, uma decepção que a gente não esquece ou um amor que aparece. E a cada alteração, automaticamente nos transformamos. O fator ínfimo, presente em praticamente todas essas mudanças, advém de cada pessoa com a qual nos relacionamos. Entenda relacionar como algo realmente ínfimo, e não como um relacionamento duradouro, de anos. As relações tendem a nos transformar, mesmo que algumas vezes isso não seja perceptível, aceitável ou até mesmo não beneficioso - nos transforma, nos ensina, nos molda. Dessa poderosa capacidade de transformação, é possível nascer amizade, e até amor, entre cactos e balões. Como ontem, me lembro da época em que me protegia ativando uma armadura de espinhos, e você sempre insistindo, sendo leve e cuidadosa... E no fim, dentre todas as relações que me moldaram, a nossa é a mais incomum e a que mais me importa, me fortalece e me eleva todos os dias com a tua leveza, paz.....




sexta-feira, 15 de março de 2019

Te ensinaram a andar, a falar, a comer, correr, andar de bicicleta...
Ensinaram coisas que eram "certas" e "erradas" mas não te disseram que existia também o ponto de vista.
Ensinaram-nos a vida toda que conforme o ser humano cresce mais responsabilidades ele vai tendo.
Ensinaram-nos as "boas maneiras" mas não nos disseram se quem as inventou eram "pessoas corretas".
Sempre nos indicaram médicos e remédios em caso de dores.
Muitos meninos aprenderam a não chorar, pois isso era coisa de fraco.
Muitas meninas aprenderam a não brincar de carrinho, brincar só de casinha e de bonecas, pois já estariam se preparando para a vida adulta.
Fomos para a escola, aprendemos a ter disciplina, a cantar o hino, usamos um uniforme que nos "padronizava", tivemos aulas de geografia, matemática, português...
Diziam-nos que se não estudássemos não teríamos um futuro promissor. 
"Homem só pode se casar com mulher!"
"Você precisa ter um bom emprego, um bom carro, casa própria e um bom relacionamento"
"Mulher só pode gostar de homem!"
Diziam-nos que quanto mais cursos, certificações, especializações, faculdades, experiências, currículo, papel, papel, papel, papel, papéis........................................................"quanto mais melhor"
Não nos ensinaram a dizer não a tudo isso
Não nos ensinaram o significado de paz interior
Não nos motivaram a sermos felizes 
Ninguém me disse o quanto valia o currículo das nossas atitudes em relação ao outro
Não nos explicaram que a alma também adoece e que portanto seria necessário cuidar tão bem dela quanto de qualquer outra parte do corpo
Não nos colocaram em escolas que nos deixassem livres para aprendermos o que quiséssemos, fazendo daquilo o nosso sucesso pessoal e não o pobre e falso "sucesso profissional"
Não nos prescreveram em casos de dores: psicólogos, ioga, nutricionista, acupuntura, reiki, horas de conversas, viagens, rir, chorar, comer coisas prazerosas, amigos, animais, orações, silêncio, respiração, dormir, gritar, beijar...
Não me indicaram cursar e me formar em Respeito; Ética; Amor; Paciência; Humildade; Alegria; Gentileza; Resiliência; Empatia...
Me disseram que eu podia ser o que eu quisesse mas não me permitiram fraquejar, desistir, cair, mudar de opinião, dar uma pausa...
Nos ensinaram tantas coisas 
mas 
Não nos ensinaram o principal da vida: viver!

sexta-feira, 8 de março de 2019

Quando sentir aquele sentimento intenso por alguém não se preocupe em saber se é realmente verdadeiro: os amores são livres, despretensiosos, leves... eles simplesmente acontecem e são livres de segundas intenções, de freios, restrições, joguinhos. Ao conhecer alguém as coisas precisam simplesmente ir... se houver dúvida desde o início então será apenas mais um ponto de parada e não de permanência.

terça-feira, 5 de março de 2019

Amores que dão certo - por Fabíola Simões
Amores que dão certo são recíprocos desde o início. Não causam dúvidas, não punem, não competem. Não causam inseguranças, não machucam, não iludem. Amores que dão certo comparecem na hora marcada, respondem às mensagens, não desaparecem, não programam punições. Amores que dão certo não fogem, não se acovardam, não se escondem. Amores dão certo pois cumprem o que dizem, revelam suas intenções, são transparentes em suas convicções. Amores que dão certo empenham-se, torcem juntos e se entregam na mesma intensidade, respeitando o limite de cada um. Amores respeitam-se, orgulham-se mutuamente: andam lado a lado e fazem você ter a certeza que fez a escolha certa. 

"O primeiro a pedir desculpas é o mais valente.
O primeiro a perdoar é o mais forte
O primeiro a esquecer é o mais feliz" 
- Papa Francisco

segunda-feira, 4 de março de 2019



...Dentre as diversas reflexões feitas em nossos momentos juntas sempre discutimos sobre o sentido da vida: qual é o propósito de estarmos aqui e qual o sentido de tudo se acabar em questão de instantes - basta um sopro e puff, tudo se acaba - Ou não? Nascemos em um corpo físico ou já existíamos antes dele e o corpo só é usado para nos inserir neste mundo, como forma de preparo para o que ainda virá? Dia a dia vivemos ou vemos alguém na busca frenética da felicidade, mas o que é sentir-se bem consigo mesmo a não ser escutar seu interior e estar ciente de que é dentro de si mesmo que ela está? Será então que o corpo não é nada mais do que um carro no qual subimos para passar ligeiramente por este mundo 'material', criando experiências e aprendizados para vivermos algo em outro lugar? Onde mais estaria nossa paz a não ser dentro de cada um de nós? Se está dentro de cada um, que cada um encontre a sua e possa partilhá-la com o outro, afinal, parte da felicidade diz respeito a compartilhar sentimentos leves com quem está a nossa volta, leves como o amor, compaixão, compreensão, cuidado, paz. Obrigada pelas mais curiosas conversas, que elas possam continuar nos enriquecendo e nos fazendo pensar em como estamos aproveitando essa brevidade que nos foi oferecida, melhorando a cada suspiro e inquietude.


domingo, 3 de março de 2019

"O aprendizado depende do quanto nos abrimos à nossa própria ignorância, o quanto aceitamos ela dentro de nós mesmos e do auto-conhecimento sobre como chegamos até aqui como seres humanos, seres que possuem uma história de formação a partir do outro, a partir de tudo o que nos cerca. Eu sou um pouco de você, do céu que me tocou com suas nuvens, sou um pouco da flor que me alegrou, sou um pouco das amizades que já se passaram pela minha vida, sou o casal de araras que vi sobrevoando o campus da faculdade livres... eu sou tudo o que já permiti que me tocasse, que me transformasse, tudo o que permiti realmente absorver e não apenas olhar e passar... a vida é "basicamente" tudo o que você realmente viveu, seja aquela cerveja com os amigos que você foi tomar, mesmo tendo uma prova no dia seguinte, até a prova da residência que você não passou mas que te trouxe uma experiência. Não existe o momento ruim ou o bom: existem perspectivas diferentes sobre uma mesma situação e como a mesma te transformou."
- nossas conversas pela manhã.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

Ao optarmos pelo silêncio estamos automaticamente ouvindo apenas o nosso próprio barulho
barulho esse que é pulsante e, para muitos, impossível de aquietar.
Coração palpita desesperadamente por um amanhã.
Ohh coração
Acalma-te
Essa fase está quase no fim...

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Eu era dessas pessoas que dão mais valor para as coisas do exterior do que do meu próprio país: música, filmes, alguns produtos ou marcas, locais para se conhecer/viajar e por aí vai... Nos últimos 4 anos conheci lugares incríveis dentro do Brasil, belezas únicas que nunca imaginei conhecer dentro do meu próprio país. Nessas viagens pude visitar museus, conhecer um pouco mais sobre arte popular na música, arquitetura, pintura, escultura e até poesia... Até mesmo minha formação na nutrição me permitiu valorizar mais os alimentos cujo cultivo só se dá aqui, as tradições culinárias e a infinidade de crenças populares que dizem respeito à alimentação. Passei a ouvir mais músicos brasileiros do que ouvia antes e "tirar" suas canções no meu próprio violão. De todas as transformações que passei ao longo dos últimos anos essa com certeza é uma das que mais me orgulho. Viva nossas transformações diárias e Viva nosso patrimônio cultural!
Foto: Momento emocionante em que me vi diante de um Tarsila do Amaral, artista que amo desde criança - São Paulo/2018

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Aquele dia nós refletimos sobre a nossa formação, sobre todos os passos que nos fizeram chegar até o que somos hoje. Discutimos sobre o "eu" e no quanto nós projetamos tudo o que somos no outro para que ele se assemelhe a nós mesmos, o que muitas vezes se trata de um comportamento automático. Nesse dia eu saí tanto de mim... me distanciei o máximo que pude daquilo que sou para observar como me formei. A conversa fluiu por várias horas de uma forma leve, sem julgamentos, apenas constatações sobre como nós vamos nos construindo, nos apropriando de pequenas características das pessoas que nos cercam durante a vida. Vamos nos moldando, remodelando e por vezes todo esse processo causa um grande estranhamento em nós mesmos. 
E ainda bem que causa!
A vida é mesmo uma loucura!
Nesse dia te admirei e amei nossa amizade pela reflexão que fizemos e pelo momento de paz no topo daquela montanha, no dia anterior. Sorri com os lábios e com o olhar por estar tendo aquela conversa, por me mostrar quem eu sou com maturidade suficiente para construirmos um aprendizado em cima de tudo aquilo... 
agradeci por ter encontrado alguém que me fizesse ver mais além 
que me mostrou a grandeza do silêncio
que me olha nos olhos sem incômodo ou vergonha
que é capaz de dialogar comigo por horas sem entediar-se...
Muito prazer em te conhecer: também sou um pouquinho de você!




























Foto: Serra da Canastra - MG