sexta-feira, 15 de março de 2019

Te ensinaram a andar, a falar, a comer, correr, andar de bicicleta...
Ensinaram coisas que eram "certas" e "erradas" mas não te disseram que existia também o ponto de vista.
Ensinaram-nos a vida toda que conforme o ser humano cresce mais responsabilidades ele vai tendo.
Ensinaram-nos as "boas maneiras" mas não nos disseram se quem as inventou eram "pessoas corretas".
Sempre nos indicaram médicos e remédios em caso de dores.
Muitos meninos aprenderam a não chorar, pois isso era coisa de fraco.
Muitas meninas aprenderam a não brincar de carrinho, brincar só de casinha e de bonecas, pois já estariam se preparando para a vida adulta.
Fomos para a escola, aprendemos a ter disciplina, a cantar o hino, usamos um uniforme que nos "padronizava", tivemos aulas de geografia, matemática, português...
Diziam-nos que se não estudássemos não teríamos um futuro promissor. 
"Homem só pode se casar com mulher!"
"Você precisa ter um bom emprego, um bom carro, casa própria e um bom relacionamento"
"Mulher só pode gostar de homem!"
Diziam-nos que quanto mais cursos, certificações, especializações, faculdades, experiências, currículo, papel, papel, papel, papel, papéis........................................................"quanto mais melhor"
Não nos ensinaram a dizer não a tudo isso
Não nos ensinaram o significado de paz interior
Não nos motivaram a sermos felizes 
Ninguém me disse o quanto valia o currículo das nossas atitudes em relação ao outro
Não nos explicaram que a alma também adoece e que portanto seria necessário cuidar tão bem dela quanto de qualquer outra parte do corpo
Não nos colocaram em escolas que nos deixassem livres para aprendermos o que quiséssemos, fazendo daquilo o nosso sucesso pessoal e não o pobre e falso "sucesso profissional"
Não nos prescreveram em casos de dores: psicólogos, ioga, nutricionista, acupuntura, reiki, horas de conversas, viagens, rir, chorar, comer coisas prazerosas, amigos, animais, orações, silêncio, respiração, dormir, gritar, beijar...
Não me indicaram cursar e me formar em Respeito; Ética; Amor; Paciência; Humildade; Alegria; Gentileza; Resiliência; Empatia...
Me disseram que eu podia ser o que eu quisesse mas não me permitiram fraquejar, desistir, cair, mudar de opinião, dar uma pausa...
Nos ensinaram tantas coisas 
mas 
Não nos ensinaram o principal da vida: viver!

Nenhum comentário:

Postar um comentário